Setor imobiliário se mostra otimista
com governo Bolsonaro

Pesquisa Termômetro do GRI, realizada em fevereiro, aponta também que impactos são vistos pelo setor como duradouros.


Brasil / Fevereiro de 2019

Neste início de ano – e de mandato do presidente Jair Bolsonaro –, o mercado imobiliário entende que o impacto da mudança de gestão federal e da implantação de novas diretrizes econômicas é positivo para os negócios. É o que dizem 97,7% dos líderes do setor atuantes no País ouvidos pelo GRI Club para a pesquisa Termômetro do GRI.


"É interessante observar que a grande maioria percebe esse efeito como potencialmente duradouro, ainda que varie o entendimento sobre sua dimensão", destaca Robinson Silva, líder do GRI Club para Mercado Imobiliário no Brasil. Os resultados da sondagem mostram que, para 94%, esses impactos tendem a se prolongar, seja com baixa intensidade (para 3,6%), média (63,0%) ou alta (27,4%).


O empresariado imobiliário faz coro (96,6%) na expectativa de uma performance boa ou excelente para a economia nos próximos 12 meses.



Resultados das empresas


Essa perspectiva favorável se reflete na projeção de resultados das companhias do setor. Segundo 87,4% dos consultados pelo GRI Club, suas empresas devem apresentar números bons ou excelentes nos 12 meses pela frente. Trata-se de uma evolução de 15 pontos percentuais em relação ao que se observou na última apuração da pesquisa, em novembro. É também o auge de otimismo nesse quesito desde que começou a ser medido, no princípio de 2016.


Questionados sobre o mercado imobiliário como um todo, os empresários, executivos e investidores ouvidos também indicaram uma visão bastante positiva. Quase 84% dizem que o desempenho será bom ou excelente nos 12 meses a seguir, 32 pontos percentuais acima da fatia que manifestava essa opinião no final de 2018 e, mais uma vez, pico da série histórica do Termômetro do GRI.


Os segmentos vistos como os que oferecem melhores oportunidades permanecem os mesmos desde setembro de 2017, com o ramo residencial na liderança.


Para a sondagem, o GRI Club consultou 90 líderes de empresas do setor imobiliário com atuação no Brasil em fevereiro de 2019.